principalmente no banco Santander. Alguns gestores não estão afastando os funcionários das agências onde houve casos confirmados e nem o isolamento preventivo em casos de suspeita.

“Desde o início de nossas negociações buscamos a proteção da categoria e começamos a nos preocupar com mudanças de procedimentos de sanitização de alguns bancos e de proteção aos bancários e clientes. Queremos entender o motivo de alguns bancos estarem mudando protocolos de sanitização”, disse a presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Ivone Silva, que coordena o Comando juntamente com a presidenta da Contraf-CUT.

A Fenaban disse que cada banco adota procedimentos distintos, sempre de acordo com as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) e o Ministério da Saúde, mas levará a questão para os bancos para que seja analisada. O assunto voltará a ser tratado na próxima reunião do Comitê de Crise.

Fonte: Contraf-CUT

DEIXE O SEU COMENTÁRIO