indica a aprovação dos Acordos.

A Assembleia ocorrerá a partir das 8h00 de quarta-feira (13/05) e será encerrada às 18h de quinta-feira (14). Para votar acesse o Sistema de Votação no endereço https://bancarios.votabem.com.br/, digite a sua matrícula funcional, o número do CPF e a data de nascimento. Vote SIM para todos os Acordos.

Representante da Contraf-CUT na mesa de negociações com o banco, o secretário de Assuntos Socioeconômicos da Contraf-CUT, Mario Raia, explica que as reivindicações partiam da manutenção dos direitos previstos no atual Acordo. “Isso nós já conseguimos, com melhorias no programa Bolsa Educação. E ainda vamos continuar a discutir no CRT (Comitê de Relações Trabalhistas) sobre outras reivindicações como, por exemplo, a isenção de tarifas para funcionários”, explicou.

Mario disse ainda que, um dos anexos ao Acordo Aditivo, determina que, em até 30 dias após a assinatura da CCT, as partes voltam a se reunir para ratificar, ou alterar as condições estabelecidas, se for necessário, caso haja alguma questão tratada de forma distinta da que for estabelecida na CCT, prevalecendo o que for mais benéfico ao trabalhador.

“Ou seja, aprovando o Acordo agora, os funcionários do banco garantem todos os direitos atuais, com algumas melhorias. Isso é importante, num momento em que muitos direitos dos trabalhadores estão sendo cortados. Se houver algum avanço na negociação da CCT, haverá a incorporação automática, pois prevalecerá o que for melhor para os funcionários”, completou.

Votação eletrônica

Em decorrência da pandemia causada pelo novo coronavírus, para se evitar aglomerações, as assembleias serão virtuais, com votação eletrônica. O sistema, já utilizado em Assembleias de outros Sindicatos, foi disponibilizado pela Contraf-CUT para permitir a deliberação de bancários sindicalizados, ou não, de toda a base sindical.

“É um sistema seguro, todo criptografado, que evita fraudes, garante o sigilo das informações e permitirá a votação por todos os funcionários sem que os mesmos sejam expostos ao risco de contágio pelo novo coronavírus nas aglomerações que ocorrem nas assembleias presenciais realizadas normalmente. Assegurando o direito democrático de cada um opinar sobre o acordo e respeitando a decisão da maioria”, explicou Juvandia.
Fonte: Contraf-CUT

DEIXE O SEU COMENTÁRIO