Folha de São Paulo, as três líderes do ranking de piores bancos – C6 Bank, Banco Pan e Inter – disseram estar investindo esforços para promover melhorias na experiência de seus clientes. 

Os demais bancos citados na lista do BC também informaram ao jornal que estão trabalhando e investindo na melhoria de atendimento dos seus clientes.

Segundo grupo

A lista do BC é dividida em dois grupos. O primeiro traz as 15 maiores instituições do País em número de clientes. Até o último trimestre de 2021, a lista era formada por 10 entidades.

O segundo grupo é composto por instituições financeiras que tenham pelo menos 30 reclamações procedentes encerradas no trimestre. Neste rol, o banco Digimais liderou o ranking de reclamações, com 657,93 pontos, seguido por Master (601,71) e Neon (441,13).

O Digimais não se pronunciou ao jornal Folha de São Paulo, que procurou a instituição. Já o Master e a Neon disseram estar trabalhando para aprimorar seus serviços e melhorar o atendimento aos clientes.

Divulgação com atraso

Devido à greve dos servidores do BC, que durou três meses (1º de abril até 5 de julho), com uma trégua de duas semanas no período, a divulgação do ranking, que seria feita em 20 de abril, só foi divulgada na última quinta-feira ((21).

A lista referente ao segundo trimestre, que deveria ser publicada neste mês, também foi adiada pelo mesmo motivo. A divulgação, segundo o BC, voltará ao normal em outubro, quando será publicado o ranking com as queixas relativas ao terceiro trimestre do ano. O Banco Central também informou que o ranking de qualidade de ouvidorias das instituições financeiras foi descontinuado.

Por CUT Nacional, com edição de Rosely Rocha

DEIXE O SEU COMENTÁRIO