Esses funcionários devem retornar ao trabalho presencial no próximo dia 27.

Outra crítica à direção do banco, feita pelo Sindicato dos Bancários de Brasília, é referente ao que foi considerada como uma postura irresponsável, materializada na conduta pública que o presidente do banco, entre outras, adota ao desprezar o uso de máscara. A postura se manifestou em reuniões ministeriais do governo Bolsonaro e de trabalho dentro das dependências do BB. Para o Sindicato, trata-se de um comportamento ideológico e irresponsável que acaba incentivando outros altos executivos a seguirem a mesma linha, pondo em risco a vida e saúde de todos.

Fonte: Contraf-CUT

DEIXE O SEU COMENTÁRIO